Além do Cardápio do Mês, você encontrará aqui várias informações sobre nutrição , selecione o tema na lista ao lado:

 

CARDÁPIO MENSAL DO ALMOÇO – NOVEMBRO DE 2018

 

  SEGUNDA-FEIRA
05/11

TERÇA-FEIRA
06/11

QUARTA-FEIRA
07/11

QUINTA-FEIRA
08/11

SEXTA-FEIRA
09/11

Carne de panela
Arroz/ Feijão
Arroz integral
Mandioca cozida
Legumes cozidos
Salada mista

Frango grelhado Arroz/ Feijão
Arroz integral
Suflê de milho
Legumes cozidos
Salada mista com broto de feijão

Carne moída ao molho
Arroz/ Feijão
Arroz integral
Macarrão
(com brócolis e um toque de alho)
Legumes cozidos
Salada mista

Peixe grelhado
Arroz/ Arroz integral
Feijão enriquecido com beterraba
Batatas salteadas
Legumes refogados
Salada mista

Frango assado Arroz/ Feijão
Arroz integral
Farofa de cenoura e gergelim
Legumes cozidos
Salada mista

  SEGUNDA-FEIRA
12/11

TERÇA-FEIRA
13/11

QUARTA-FEIRA
14/11

QUINTA-FEIRA
15/11

SEXTA-FEIRA
16/11

Almôndegas caseiras assadas
(com farinha de linhaça)
Arroz/ Feijão
Arroz integral
Purê de batata
Legumes cozidos
Salada mista

Frango ao molho
Arroz/ Lentilha
Arroz integral
Polenta cremosa Legumes cozidos
Salada mista

Carne bovina em tiras grelhadas Arroz/ Feijão
Arroz integral
Macarrão integral ao sugo
Legumes cozidos
Salada mista

 

 

FERIADO

Strogonoff de frango
(com leite de coco)
Arroz/ Feijão
Chips de batata doce assados
Legumes cozidos
Salada mista

  SEGUNDA-FEIRA
19/11

TERÇA-FEIRA
20/11

QUARTA-FEIRA
21/11

QUINTA-FEIRA
22/11

SEXTA-FEIRA
23/11

Frango assado em crosta de fibras Arroz/ Feijão
Arroz integral
Nhoque ao sugo Legumes cozidos
Salada mista

Peixe ensopado com batatas
Arroz/ Feijão
Arroz integral
Legumes cozidos
Salada mista com ovos cozidos

Carne moída ao molho
Arroz/ Arroz integral
Feijão enriquecido com abóbora
Macarrão
Legumes cozidos
Salada mista

Frango em tiras grelhadas
Arroz/ Feijão
Arroz integral
Purê misto
Legumes cozidos
Salada mista

Carne de panela
Arroz/ Feijão
Arroz integral
Farofa com proteína de soja
Legumes cozidos
Salada mista

  SEGUNDA-FEIRA
26/11

TERÇA-FEIRA
27/11

QUARTA-FEIRA
28/11

QUINTA-FEIRA
29/11

SEXTA-FEIRA
30/11

Frango ao molho com grão de bico
Arroz/ Lentilha
Arroz integral
Mandioca cozida
Legumes cozidos
Salada mista

Peixe grelhado
Arroz/ Feijão
Arroz integral
Batatas salteadas com salsa
Legumes cozidos
Salada mista

Carne ensopada
Arroz/ Feijão
Arroz integral
Macarrão com brócolis
Legumes refogados
Salada mista

Frango assado Arroz/ Feijão
Arroz integral com ervilhas
Polenta cremosa
Legumes cozidos
Salada mista

Carne bovina em tiras com legumes
Arroz/ Feijão
Arroz integral
Batata doce em cubos assados
(com azeite de ervas e um toque de cúrcuma)
Legumes cozidos
Salada mista

Observações:
* O cardápio está sujeito a alterações.
* A escola disponibiliza preparações isentas de glúten, lactose e produtos de origem animal aos alunos intolerantes e alérgicos       

Alessandra Lessmann
Nutricionista
 CRN10 0851

CARDÁPIO MENSAL DE LANCHES – NOVEMBRO DE 2018

 

  SEGUNDA-FEIRA
05/11

TERÇA-FEIRA
06/11

QUARTA-FEIRA
07/11

QUINTA-FEIRA
08/11

SEXTA-FEIRA
09/11

Sopa

Pão integral com melado

Chá

Frutas da estação

Sopa

Biscoitos integrais
salgados

Iogurte 

Frutas da estação

Sopa

Bolo inglês

 

Chá

Frutas da estação

 

LANCHE DE CASA

 

 

Frutas da estação

 

LANCHE DE CASA

 

 

Frutas da estação

  SEGUNDA-FEIRA
12/11

TERÇA-FEIRA
13/11

QUARTA-FEIRA
14/11

QUINTA-FEIRA
15/11

SEXTA-FEIRA
16/11

Sopa

Pão de minuto com manteiga

 

Suco de laranja com cenoura e um toque de gengibre

Frutas da estação

Sopa

Biscoitos caseiros

Ovos cozidos

Chá

 

Frutas da estação

Sopa

Bolo de milho

 

 
Chá

 

Frutas da estação

 

FERIADO

 

LANCHE DE CASA

 

 

 

Frutas da estação

  SEGUNDA-FEIRA
19/11

TERÇA-FEIRA
20/11

QUARTA-FEIRA
21/11

QUINTA-FEIRA
22/11

SEXTA-FEIRA
23/11

Sopa

Massinha

 

Chá

Frutas da estação

Sopa

Pão integral com cream cheese

Chá

Frutas da estação

Sopa

Cuca de banana

 

Chá

Frutas da estação

 

LANCHE DE CASA

 

 

Frutas da estação

 

LANCHE DE CASA

 

 

Frutas da estação

  SEGUNDA-FEIRA
26/11

TERÇA-FEIRA
27/11

QUARTA-FEIRA
28/11

QUINTA-FEIRA
29/11

SEXTA-FEIRA
30/11

Sopa

Biscoitos caseiros

 

Iogurte

 

Frutas da estação

Sopa

Sanduiche de frango

 

Limonada

Frutas da estação

Sopa

Pão integral com melado

 

Chá

Frutas da estação

 

LANCHE DE CASA

 

 

Frutas da estação

 

LANCHE DE CASA

 

 

Frutas da estação

 


Observações:
* O cardápio está sujeito a alterações.
* A escola disponibiliza preparações isentas de glúten, lactose e produtos de origem animal aos alunos intolerantes e alérgicos                                                                                       Alessandra Lessmann (Nutricionista - CRN10 0851)

 


 
 

O BENEFÍCIO DAS FRUTAS PARA AS CRIANÇAS

Incluir o consumo de frutas in natura na alimentação do seu filho só tem vantagens. Saiba como deixá-las atraentes.Descrição: Siga Revista Crescer no Pinterest
As frutas são boas aliadas da alimentação infantil. Saborosas e docinhas, não costumam enfrentar grande resistência das crianças para incorporá-las ao cardápio diário. É tudo uma questão de adquirir o hábito de consumi-las. E, principalmente, in natura, e não somente como forma de sucos.  As frutas terão sempre mais fibras, e na casca, mais nutrientes, enquanto no suco se perde uma parte disso.
Por que investir nelas?
Elas contêm água, fibras, vitaminas, sais minerais, frutose, carboidratos, gorduras e proteínas. E não é só. Toda essa variedade nutricional vem com poucas calorias, é facilmente digerida e dá boa saciedade. O consumo diário de frutas tem sido associado à diminuição da mortalidade, à redução de doenças crônicas e ao reforço do sistema imunológico. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, há evidências de que a ingestão de frutas diminui o risco de diabetes e obesidade.

In natura é melhor
A recomendação dos especialistas é que crianças acima de 1 ano de idade consumam de três a quatro porções de frutas por dia. Se elas não forem processadas e transformadas em suco, melhor, porque assim suas fibras e nutrientes permanecem intactos. A variedade de cores também é importante, pois garante o aporte de diferentes nutrientes, essenciais ao crescimento e desenvolvimento infantil.
Outro ponto importante é, sempre que possível, não desprezar a casca, já que nela que se concentra a maior parte desses benefícios. Lembre-se de higienizar as frutas antes de oferecê-las às crianças, deixando-as de molho por 15 minutos em uma mistura de água (1 litro) e água sanitária (1 colher de sopa), e lavando-as em água corrente em seguida.
Caso seu filho seja muito resistente a comer a fruta inteira, é preferível oferecer o suco da fruta a não dar nada. Mas não desista! Gradualmente, insira a versão in natura na alimentação dele.
Dicas para deixar as frutas mais atraentes

- Invente desenhos com frutas no prato. Um rosto de palhaço pode ser feito usando uvas para os olhos, cereja para o nariz, e banana para a boca. Para uma carinha de cachorro, utilize fatias de banana e passas para os olhos, ameixa para o nariz e fatias de morango para a língua. Use sua criatividade!

- Coloque frutas picadas e sortidas em espetinhos.

- Adicione iogurte em cima das frutas.

- Prepare salada de frutas com formatos diferentes (a melancia, por exemplo, pode ser cortada como uma estrelinha).

- Faça picolés com pedaços de frutas. Basta cortá-las em cubinhos, misturar com suco de laranja ou limão, colocar em fôrmas próprias, espetar um palito de madeira e levar ao congelador.

Alessandra Lessmann
Nutricionista
CRN10 0851


UMA DIETA AMIGA DOS DENTES

Alimentos fibrosos, como os legumes e as frutas frescas, já recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para uma alimentação balanceada, também contribuem para a limpeza dos dentes, ajudando a prevenir cáries e a manter uma boa saúde bucal. São os chamados alimentos limpadores ou protetores, que incluem a pera, a maçã, a melancia, o kiwi, a cenoura e o pepino.
Por serem duros (ou adstringentes dependendo do caso), esses alimentos são capazes de limpar a superfície dos dentes por meio do próprio atrito provocado pela mastigação, removendo resíduos e placa bacteriana.

Apesar de contribuírem para a higiene bucal, não substituem a limpeza com creme e fio dental, que idealmente deveria ser feita após toda refeição.
De maneira geral, esses alimentos fibrosos são ricos em vitaminas e ácido fólico, tendo baixo teor de açúcar e menos gordura, se comparados aos alimentos considerados vilões da saúde bucal.
Em contrapartida, o mel e o açúcar, refrigerantes, balas, bombons, bolachas doces e recheadas, entre outras guloseimas consumidas no dia a dia, produzem ácidos que reduzem o pH da saliva, o que aumenta a proliferação de bactérias e o risco do desenvolvimento da cárie. Alimentos industrializados, ricos em ácidos e substâncias químicas nocivas, podem desmineralizar a superfície do dente, causando erosão e sensibilidade dental. Os excessivamente corados, como café, refrigerantes à base de cola e suco de uva, quando consumidos com muita frequência, podem corar os dentes, escurecendo-os.

Alessandra Lessmann


Qual a importância da alimentação na saúde bucal?

Uma alimentação correta protege os dentes contra as cáries. Existem alimentos que não provocam cáries (não cariogênicos), e também os alimentos que provocam cáries (cariogênicos). 

Como os alimentos podem causar cáries?

 O consumo excessivo de açúcares presentes em alguns alimentos faz com que as bactérias da nossa boca produzam ácidos. Esses ácidos atacam os dentes, tornando-os mais fracos (desmineralização). Quanto mais frequente for o consumo desses alimentos, maior o “ataque” dos ácidos aos dentes.

Quais os alimentos que previnem as cáries?

O leite e o queijo: são capazes de diminuir a acidez na boca, protegendo os dentes. Eles também são ricos em cálcio e fosfato, elementos responsáveis pelo fortalecimento dos dentes.

O arroz e feijão: recentes estudos mostram que após o cozimento eles retêm uma boa quantidade de flúor na saliva, protegendo os dentes contra as cáries.

Os alimentos mais duros (maçã e cenoura, por exemplo) são importantes, pois promovem a limpeza dos dentes durante a mastigação.

Castanhas, nozes, avelã, amendoins, frutas, legumes, verduras e frutos do mar também fazem parte desse grupo.

Existe ainda um açúcar especial chamado Xilitol “açúcar anticáries” que tem a capacidade de bloquear a atuação das bactérias que causam as cáries!
 

Quais os alimentos que provocam as cáries? 

O açúcar é o maior vilão (presente em bolachas, refrigerantes, doces, balas, chicletes, sorvetes, etc).

Quanto mais frequentemente o açúcar é consumido, mais o dente fica em contato com os ácidos, fazendo com que ocorra a desmineralização do esmalte. Especial atenção  a refrigerantes e sucos  que contem acidulantes.

Alimentos naturalmente ricos em carboidratos também contribuem para o surgimento de cáries (batatas, por exemplo), mas se consumidos durantes as refeições são úteis.

Alimentos ácidos enfraquecem os dentes, mesmo que não possuam açúcar refinado em sua composição, devem ser consumidos com moderação. Nesse grupo deve ser dada uma atenção especial aos refrigerantes, pois além de possuírem grandes quantidades de açúcar são ácidos e atacam os dentes.

Lembre-se, mesmo refrigerantes sem açúcar são perigosos!

Frutas muito ácidas (limão, laranja, abacaxi, etc) devem ser consumidas com moderação!
 

  Dicas para Prevenção das Cáries

• O consumo do açúcar deve ser durante as refeições ou na sobremesa e não entre elas.
•   Evite alimentos que grudem nos dentes.

  • Reduza a quantidade de açúcar em sua dieta.
  • Limite alimentos açucarados às refeições e certifique-se que não tem comida ou bebidas com adição de açúcar.

Alessandra Lessmann
Nutricionista
CRN10 0851


PROJETO LANCHEIRA SAUDÁVEL

 

O que não pode faltar na lancheira do seu filho?
Primeiro, leve em conta o período em que a criança estuda (manhã ou tarde) e a refeição que fez antes de ir à escola (café da manhã ou almoço). Depois, certifique-se de que esteja mandando dentro da lancheira um produto de cada grupo alimentar:uma porção de carboidratos, que fornece energia; uma porção de lácteos, que possuem proteínas; uma porção de frutas ou legumes, por suas vitaminas, fibras e minerais; e uma bebida, para hidratação.

Orientações gerais:

  • A lancheira deve ser resistente e lavável. Faça sua higienização com álcool assim que a criança chegar da escola, não dispensando a lavagem com água e sabão, no mínimo, uma vez por semana. Oriente as crianças a evitar o contato direto da lancheira com o chão e a higienizar as mãos antes do consumo dos alimentos.
  • A garrafinha de água deve ser higienizada internamente com detergente neutro e a cada quinze dias imersa em solução clorada (1 colher de sopa de água sanitária para cada litro de água) para não ocorrer a proliferação de fungos e bactérias.
  • É importante envolver seu filho no processo de montagem da lancheira, peça sua opinião e ajuda para despertar o interesse pela alimentação saudável.
  • Faça a pré higienização das frutas e sempre que possível, prefira as orgânicas.
  • Prefira suco natural ao invés dos de caixinha, refrigerantes ou achocolatados. Os produtos industrializados são ricos em açúcares, gorduras, conservantes e com pouquíssimo valor nutricional.
  • Opte por produtos integrais, uma vez que são mais nutritivos e saudáveis.
  • Para evitar a monotonia alimentar, varie o cardápio da lancheira semanalmente, considerando a idade do seu filho, possíveis alergias alimentares e intensidade de atividades físicas.

Orientações gerais:

  • A lancheira deve ser resistente e lavável. Faça sua higienização com álcool assim que a criança chegar da escola, não dispensando a lavagem com água e sabão, no mínimo, uma vez por semana. Oriente as crianças a evitar o contato direto da lancheira com o chão e a higienizar as mãos antes do consumo dos alimentos.
  • A garrafinha de água deve ser higienizada internamente com detergente neutro e a cada quinze dias imersa em solução clorada (1 colher de sopa de água sanitária para cada litro de água) para não ocorrer a proliferação de fungos e bactérias.
  • É importante envolver seu filho no processo de montagem da lancheira, peça sua opinião e ajuda para despertar o interesse pela alimentação saudável.
  • Faça a pré higienização das frutas e sempre que possível, prefira as orgânicas.
  • Prefira suco natural ao invés dos de caixinha, refrigerantes ou achocolatados. Os produtos industrializados são ricos em açúcares, gorduras, conservantes e com pouquíssimo valor nutricional.
  • Opte por produtos integrais, uma vez que são mais nutritivos e saudáveis.
  • Para evitar a monotonia alimentar, varie o cardápio da lancheira semanalmente, considerando a idade do seu filho, possíveis alergias alimentares e intensidade de atividades físicas.

Combinações sugeridas

  • Sanduíche integral com queijo branco, alface e tomate (temperados com um fio de azeite de oliva) + suco de maracujá
  • Bolo caseiro de banana com aveia + água de coco
  • Ovo cozido + biscoitos integrais salgados + suco natural de morango
  • Kiwi + mini pães de cenoura com queijo cottage e gergelim torrado + água mineral
  • Salada de frutas (sem açúcar) + iogurte + água mineral
  • Pão de queijo + tomates-cereja + suco natural de laranja diluído
  • Torta de liquidificador com aveia e legumes + limonada + damascos secos
  • Pão integral com geleia de morango (sem açúcar)+ cenoura crua em palitos + água de coco
  • Cookies integrais + morangos + chá natural gelado
  • Biscoitos de polvilho + leite fermentado + banana-prata
  • Bolo caseiro de maçã com castanhas + água de coco
  • Pão de queijo + melancia + água de coco
  • Biscoitos salgados com gergelim + manga picada com raspinhas de limão + chá natural gelado
  • Pipoca sem gordura + maçã + leite fermentado
  • Biscoitos de arroz com geleia de framboesa (sem açúcar) + oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas...) + chá natural gelado
  • Milho cozido + mini pão de fibras com frango desfiado e alface + suco de uva (diluído ao meio)

Lanche escolar inadequado pode prejudicar a saúde das crianças!

Salgadinhos e doces industrializados são os alimentos mais práticos na hora de montar a lancheira das crianças. No entanto, por serem ricos em gorduras saturadas, sódio, açúcar, conservantes químicos e pobres em vitaminas e minerais, essas guloseimas podem acarretar problemas à saúde dos pequenos.

Obesidade, colesterol alto e hipertensão arterial são as consequências mais comuns da má alimentação em crianças. Mas também é possível que elas apresentem problemas de crescimento ou desenvolvimento mental, devido à falta de nutrientes necessários. A alimentação inadequada leva à falta de concentração, dificuldade de memorização e aprendizado. 

A escola não permite que sejam enviados biscoitos recheados, salgados fritos, salgadinhos, refrigerantes, balas, chocolates e bolos industrializados nos lanches de seus filhos.

Atenciosamente,

Alessandra Lessmann do Amaral
Nutricionista - CRN10 0851




HIGIENIZAÇÃO DE FRUTAS, VERDURAS E LEGUMES
Verduras, frutas e legumes devem fazer parte da alimentação diária das crianças e de toda a família. Ricos em fibras e vitaminas, estes alimentos garantem a saúde e o equilíbrio do organismo.
A higienização destes alimentos é importante para evitar doenças, principalmente em crianças pequenas. Confira o que deve ser feito antes de preparar e consumir estes itens.

  • Lave bem as mãos com água e sabão toda vez que for preparar ou manipular qualquer alimento.
  • Selecione as folhas de vegetais, separando e desprezando as que apresentam manchas ou pequenos buracos.
  • Lave folha por folha em água corrente fazendo movimentos com as mãos de cima para baixo, para que as sujeiras maiores como terra, insetos, caramujos ou outros resíduos possuam ser retirados.
  • Lave as frutas e os legumes, esfregando-as bem com as mãos, em água corrente antes de serem consumidos. Retire toda a sujeira.
  • Prepare uma solução clorada para eliminar fungos e bactérias. Em uma bacia plástica ou de vidro, coloque para cada litro de água limpa uma colher de sopa rasa de água sanitária. Verifique no rótulo se é indicada para a higienização de alimentos.
  • Coloque as folhas, as frutas e legumes já lavados de molho nesta solução e deixe por 15 minutos.
  • Retire os alimentos e enxague bem em água limpa e tratada para retirar o excesso de cloro.
  • Coloque as folhas de vegetais de molho em uma solução de vinagre por cinco minutos (01 colher de sopa de vinagre para cada litro de água). O vinagre funciona como detergente. Facilitando a retirada de ovos e vermes, larvas ou lagartas que não foram eliminados pela solução de cloro.
  • Após este tempo, enxague as folhas em água corrente para retirar o excesso de vinagre e evitar que elas murchem.

Observações:

  • Folhas cruas ou cozidas são desinfetadas.
  • Os legumes cozidos não são desinfetados.
  • Frutas não manipulados, servidas inteiras cujas cascas não são consumidas não são desinfetados (mexerica, laranja, banana, etc..)
  • Legumes com consciência mais branda são desinfetados com casca (ex. tomate e pepino). 

 


Dicas para curtir o verão com saúde!

Boa alimentação não tira férias, em época de calor intenso manter uma dieta saudável para você e seus filhos é fundamental. 
Torne seu verão mais leve e nutritivo, mantenha o equilíbrio nos hábitos alimentares, cuide da hidratação e fuja de comidas pesadas.

DICAS PARA MANTER A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NO VERÃO:

  • Mantenha os hábitos alimentares, mesmo em férias os horários devem ser respeitados. Manter as 6 refeições ao dia (café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, janta e ceia).
  • Redobre os cuidados com a higiene e conservação dos alimentos, mantenha cuidados na lavagem das mãos, higienização de frutas e vegetais e também com os alimentos que necessitam de refrigeração durante passeio e viagens.
 

DICAS DOS PEDIATRAS PARA CURTIR O VERÃO SEM CONTRATEMPOS:

  • Reduza os riscos de acidentes: Nas brincadeiras ao ar livre é recomendado que um adulto esteja sempre presente para supervisionar as atividades. Cuidado máximo com as piscinas, não deixar as crianças sozinhas em bóias.
  • Cuidados com o sol: A exposição solar saudável deve ser até as 10h e depois das 17h,com aplicação de protetor solar a cada 2 horas.
  • Cuidado com os olhos: Eles podem ficar irritados com o contato da areia, do sal e do cloro das piscinas. Em caso de vermelhidão, os olhos devem ser lavados com freqüência com água filtrada. Caso a irritação persista procurar um médico.
 

ATRIBUIÇÕES DO NUTRICIONISTA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

A escola é o ambiente onde as crianças crescem, aprendem e desenvolvem conhecimento e habilidades motoras. É o local adequado para a promoção de alimentação saudável, servindo de instrumento de acesso à informação. 
Pensando que a escola ocupa um terço da vida ativa dos alunos, surge a importância da inclusão do profissional nutricionista integrando os conhecimentos de alimentação e nutrição na grade curricular.
Muitos ainda não conhecem a principal função do nutricionista, imaginam que ele só possui o papel de ficar na cozinha com a função de elaborar o cardápio; mas a profissão vai além. O nutricionista é um profissional capacitado que dentre suas atribuições pode estar a promoção da conscientização do consumo alimentar adequado e suas correlações com a saúde e a qualidade de vida. Contudo, o nutricionista inserido no ambiente escolar está apto a desenvolver atividades que reforçam a transformação da escola em um ambiente favorável para formação de hábitos saudáveis.
Com base em seus conhecimentos, o profissional pode desenvolver atividades proporcionando a aceitação da alimentação, como por exemplo, trabalhando com jogos lúdicos sobre a importância dos alimentos, oficinas culinárias estimulando a provar novos sabores, teatro de fantoches com histórias divertidas sobre alimentação, etc.
Outra questão importante é a troca de conhecimento entre nutricionista e educadores, pois os educadores podem reforçar a importância dos conhecimentos transmitidos pelo nutricionista em sala de aula.
No processo de educação nutricional não podemos deixar de fora a família, pois ela é de fundamental importância na formação do hábito alimentar, uma vez que a criança se espelha nas ações transmitidas pelos seus pais.
Muitas vezes com a correria do dia a dia e a busca pela praticidade, optamos por escolhas “não saudáveis”, favorecendo o surgimento de doenças relacionadas à alimentação, como por exemplo, a obesidade infantil. O nutricionista, desenvolvendo um projeto de educação nutricional na escola, consegue interagir de maneira direta na conscientização e formação do hábito de toda a família, colaborando com a prevenção e a promoção da saúde; agregando benefícios à escola, aos escolares e aos responsáveis. Assim, todos saem ganhando.

 

NUTRIÇÃO ADEQUADA = MELHOR QUALIDADE DE VIDA

 

 


LEMBRETES IMPORTANTES DA NUTRICIONISTA:

 

  • VERIFICAR SE AS CRIANÇAS ESTÃO TRAZENDO TODOS OS DIAS A ESCOVA E A PASTA DE DENTES (OBSERVAR O ESTADO DE CONSERVAÇÃO DOS MESMOS).
  • MANTER  A FREQUENCIA DA LAVAGEM DAS MÃOS DAS CRIANÇAS ANTES E DEPOIS DAS REFEIÇÕES. FRISAR A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DO ÁLCOOL EM GEL.
  • INCENTIVAR AS CRIANÇAS A LAVAR AS MÃOS APÓS UTILIZAREM O BANHEIRO E DEPOIS DE ATIVIDADES EM QUE AS MÃOS POSSAM SUJAR E CONTAMINAR COMO: BRINCAR DE MASSINHA, BRINCAR NO PARQUE, PINTAR COM TINTA GUACHE.
  • FAZER DAS REFEIÇÕES COM AS CRIANÇAS UM MOMENTO PRAZEROSO E AGRADÁVEL. VALE O INCENTIVO À MASTIGAÇÃO ADEQUADA, FALAR DA IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO.
  • INCENTIVAR AS CRIANÇAS A EXPERIMENTAR ALIMENTOS QUE “ AFIRMAM” NÃO GOSTAR, PARA QUE APRENDAM A COMER DE TUDO.
  • ENSINAR AS CRIANÇAS A SEPARAR O LIXO ORGÂNICO DO RECICLÁVEL (EM LIXEIRAS ESPECÍFICAS PARA ESSE FIM).
  • SOLICITAR A PRESENÇA DA NUTRICIONISTA DA ESCOLA EM ATIVIDADES QUE ENVOLVAM A NUTRIÇÃO E HIGIENE.

ATENCIOSAMENTE
ALESSANDRA LESSMANN
NUTRICIONISTA

 


 

10 DICAS PARA MELHORAR A ALIMENTAÇÃO DA GAROTADA!

1. Eduque o paladar da criança, oferecendo alimentos naturais, como frutas ou sucos, de preferência orgânicos. Nunca adoce os sucos de frutas, pois seu sabor verdadeiro é, sem dúvida, mais saudável.

2. Horários e rotina para a alimentação são fundamentais. A criança deve se alimentar em lugar calmo. Comer rápido e em frente à televisão contribui para que ela coma mais que o necessário e sem saborear os alimentos.

3. Pais devem ser exemplos. Não adianta os pais estarem com o prato cheio de "porcarias" e insistir para que a criança coma salada.

4. Ofereça guloseimas exporadicamente. Apesar de ser a preferência da garotada,esses alimentos contem poucos nutrientes e muitas calorias, o que leva ao aumento de peso.

5. Evite alimentos muito açucarados e coloridos artificialmente. O consumo desses alimentos é prejudicial à saúde eao desenvolvimento fisico e cognitivo da criança. Estudos relacionam o hábito alimentar ao deficit de atenção e hiperatividade infantil.

6. Inclua na alimentação peixes como salmão, atum e sardinha ou os óleos de peixe, semente de linhaça e oleaginosas como nozes, amêndoas e castanhas, importantes fontes de ômegas 3. O ômega 3 é importante para o desenvolvimento do cérebro e para resistência imunológica.

7. Pré-adolescentes e adolescentes precisam de mais vitamina C e ferro do que os adultos. Inclua no cardápio frutas como laranja, limão, goiaba, caju, morango e as folhas verdes escuras.

8. Durante as refeições a ingestão de bebidas deve ser controlada, pois a criança troca facilmente a refeição por sucos ou refrigerantes.

9. Permita que a criança participe das compras e preparo dos alimentos. Varie o cardápio, utilize a criatividade para elaborar pratos atrativos e sempre coloridos.

10.Para o lanche da escola, opte por biscoitos integrais, frutas frescas ou secas ou barras de cereais. Sanduiche de pão integral também devem fazer parte do lanche.

A atividade física é muito importante para o desenvolvimento da criança, além de colaborar para o controle de peso. A prática de esportes como jogar futebol, andar de bicicleta devem ser incentivadas.

Alessandra Lessmann (nutricionista)
Crn10 0851